Ainda sobre as siglas e os acrónimos - Controvérsias - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Português na 1.ª pessoa Controvérsias Artigo
Ainda sobre as siglas e os acrónimos
Ainda sobre as siglas e os acrónimos

Um acrónimo usado em Portugal – SIMAS, que representa Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamento – contém uma letra (M) que é inicial não de palavra, mas de parte da palavra Intermunicipalizados. Será este acrónimo legítimo? A propósito de uma resposta disponível no consultório, D'Silvas Filho regista neste apontamento o que distingue este tipo de abreviações, no quadro da sua própria proposta de classificação (para uma proposta alternativa, ver, por exemplo, siglaacrónimo no Dicionário Terminológico).

 

Em princípio, uma sigla é uma redução de um intitulativo complexo às letras iniciais das palavras que o constituem, mas podendo ter na sua forma mais letras que as iniciais (ex.: APIFARMA: Associação Portuguesa da Indústria FARMAcêutica). Podem não formar palavras e são soletradas letra a letra (EDP: é, dê, pê) designando-se por sigloides; ou podem formar palavras (SIMAS, APIFARMA), designando-se por siglemas, sendo então natural que assim sejam pronunciadas. Como características: são escritas com letras todas em maiúsculas e não pluralizam, mesmo que haja mais que uma entidade como o mesmo título (ex.: as PCH: as Pequenas Centrais Hidrolétricas, um exemplo meu muito antigo). As siglas não são na generalidade palavras do léxico.  Há quem designe as siglemas por acrónimos, mas esse não é um critério correto, do meu ponto de vista.

Acrónimo é uma palavra que pode ser lexicalizada, escrita toda em minúsculas (ex.: sida: síndrome de imunodeficiência adquirida). Trata-se duma palavra (em redução), «obedecendo à índole da língua», que substitui uma locução ou abrevia conjuntos de palavras que definem um certo conceito. Outro exemplo óvni: objeto voador não identificado. Podem ser pluralizadas (ex.: os óvnis). Algumas siglemas entraram já no léxico dos nomes próprios e podem ser escritas só com inicial maiúscula (ex.: Petrobrás), não evocando uma redução, mas dando mesmo a percepção de ser ela própria um título.

 

N. E.Características, percepção são palavras do vocabulário que o próprio autor elaborou, a título individual, ao abrigo do Acordo Ortográfico de 1990. Quanto à tipologia proposta, difere esta substancialmente da que é adotada em Portugal, no ensino básico e secundário (conforme o Dicionário Terminológico); para as definições que D'Silvas Filho dá de sgla, sigloide, siglema e acrónimo consultar "Sigloide e acrónimo" e, "Sigla ACA – Reduções diversas" . Ver também página de D'Silvas Filho.

Sobre o autor

D´Silvas Filho, pseudónimo literário de um docente aposentado do ensino superior, com prolongada actividade pedagógica, cargos em órgãos de gestão e categoria final de professor coordenador deste mesmo ensino. Autor do livro Prontuário Universal — Erros Corrigidos de Português. Consultor do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa.