Aspas, hífenes e a palavra folclore - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
Aspas, hífenes e a palavra folclore
Aspas, hífenes e a palavra folclore
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 788

1. Ao consultório, chegam três novas questões:

– Aspas direitas, encurvadas, inclinadas... Afinal, como havemos de escrever as aspas?

– «Janelas de cor azul anil», «janelas de cor azul-anil» ou, simplesmente, «janelas de cor anil»?

– Como surgiu o substantivo folclore em português? Que significado e que conotações tem hoje a palavra?*

* Na imagem ao lado, A Volta da Feira (1905, Coleção Millennium-BCP), de José Malhoa (1855-1933).

2. Entre as várias iniciativas que se levam a cabo na região de Lisboa para projeção e conhecimento da diversidade da língua portuguesa, relevo para:

– O 2.º Encontro da Poesia Infanto-Juvenil da Lusofonia, evento que, até 27 de fevereiro p. f., se realiza nas instalações da Fundação O Século (S. Pedro do Estoril) e conta com a participação dos principais autores de língua portuguesa no referido género, bem como integra oficinas de escrita, narração e ilustração, além de uma feira do livro.

– O ciclo (Des)Encontros Galego-Portugueses, organizado pelo Centro de Estudos Galegos da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Universidade Nova de Lisboa, com apoio da Xuventude de Galicia-Centro Galego de Lisboa. Trata-se de seis sessões nas quais, de 4 de março a 20 de maio p. f., se abordam, entre outros temas, a língua, a fronteira, a emigração galega para Lisboa e a obra do poeta galego Manuel Maria (Outeiro de Rei, 1929–Corunha, 2004).

3. No programa de rádio Língua de Todos de sexta-feira, 26 de fevereiro (às 13h15* na RDP África; repete no sábado, 27 de fevereiro, depois do noticiário das 9h00*), fala-se do considerável aumento do número de alunos de português na Namíbia. O Páginas de Português de domingo, 28 de fevereiro (pelas 11h30*, na Antena 2), foca um projeto de investigação que evoca e avalia o impacto social e político de Novas Cartas Portuguesas, das escritoras Maria Isabel BarrenoMaria Teresa Horta e Maria Velho da Costa, e da intensa polémica que, em 1972, esta obra desencadeou em Portugal.

* Hora oficial de Portugal continental.