Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Aberturas Abertura
A mensagem que nos entrou diretamente no coração
A mensagem que nos entrou diretamente no coração
Por Ciberdúvidas da Língua Portuguesa 657

«Se falares a um homem numa linguagem que ele compreenda, a tua mensagem entra na sua cabeça. Se lhe falares na sua própria linguagem, a tua mensagem entra-lhe diretamente no coração.»

Nelson Mandela (1918-2013)

Com o falecimento de Nelson Mandela (1918-2013), desapareceu uma das poucas referências vivas destes conturbados tempos em que vivemos. «O homem das nossas vidas», como lhe chamou, em homenagem, o jornal português i. Dele assinalamos esta evocação, da autoria do jornalista, poeta e escritor moçambicano Luís Carlos Patraquim.

  A atualização do consultório foca certos pares de palavras em contraste ou equivalência. Por exemplo, apesar da homofonia, russo e ruço não significam o mesmo. Mas há pares que pouco contrastam entre si («a tempo» vs. «em tempo»); e até existem neologismos aos pares: é o caso de "ginocídio" e "feminicídio", cuja diferença reside mais na expressividade do primeiro, a evocar a palavra genocídio, enquanto ao segundo se pode conceder maior favor normativo. Em O Nosso Idioma, Edno Pimentel refere-se a mais um par lexical, embora na perspetiva da variação do português, para dar conta de como os falantes de Angola preferem coloquialmente a forma xotar a enxotar.

As variedades brasileira, angolana e moçambicana, no programa Língua de Todos de sexta-feira, 6 de dezembro (às 13h15* na RDP África; com repetição ao sábado, depois do noticiário das 9h00*), são o tema de uma entrevista com Margarida Taddoni Petter, linguista da Universidade de São Paulo. Por seu lado, o Páginas de Português de domingo, 8 de dezembro (às 17h00, na Antena 2), aborda os novos programas de Português do ensino secundário de Portugal em conversa com a coordenadora do respetivo grupo de trabalho, a professora universitária Helena Buescu; outro tema: a linguista Margarita Correia aborda o léxico do português de origem asiática.

* Hora oficial de Portugal continental.

Fichas de trabalho, testes-diagnóstico, sessões de aprendizagem colaborativa (Tandem Language Learning), cursos individuais para falantes estrangeiros (Portuguese as a Foreign Language)... Tudo isto se encontra na Ciberescola da Língua Portuguesa e na plataforma associada Cibercursos para apoio do ensino-aprendizagem do Português (língua materna e não materna). Mais informação no Facebook e na rubrica Ensino.

Há quase 17 anos ativo, o serviço aqui prestado, de divulgação e debate de temas da língua portuguesa, depende também da ajuda de quantos o utilizam – daí o renovado apelo SOS Ciberdúvidas, com o propósito de assegurar a manutenção deste espaço. Desde já, os nossos agradecimentos pelos contributos que forem enviados.