Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sobre a regência do verbo constar

Primeiro, sempre deve constar o nosso, dos consulentes, reconhecimento e agradecimento pelos esclarecimentos muito bem prestados a todos que fazem uso desse site.

Agora, procurando a regência do verbo constar, no dicionário eletrônico Houaiss 3.0, encontrei entre os usos este:

bitransitivo

2. ser informado; receber comunicação

Ex.: constou-lhes que teriam de devolver o imóvel

O que me deixou em dúvida foi ele ter dado o verbo como bitransitivo; pois eu entendo que nesse exemplo temos apenas um complemento indireto: lhes, e o sujeito: «que teriam de devolver o imóvel». Onde estaria o complemento direto? Gostaria que me esclarecessem.

Agradeço sua atenção.

Wladimir G. Leichsenring (Professor ens. méd.) Caxias do Sul, Brasil 1K

É efetivamente um engano. A análise proposta pelo consulente está correta (ver Textos Relacionados: A sintaxe do verbo constar; Constar em, constar de).

Carlos Rocha