Sim senhor ou sim senhora? - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Sim senhor ou sim senhora?

Na resposta de T.A. «Formandos/formandas», a uma pergunta suscitada por alguém do sexo feminino (Guiomar Ruivo), T.A. (presumo que Teresa Álvares), também do sexo feminino, remata assim:

«... Era o que faltava que onde há só mulheres prevalecesse o género masculino...formandas fulana e cicrana, sim senhor.»

Pergunta, agora minha: «sim senhor» ou «sim senhora»? A avaliar por anteriores respostas do Ciberdúvidas, julgo que houve um lapso da vossa ilustre colaboradora. Estou certo ou estou errado?

Fábio Mesquita Brasil 7K

O segundo elemento da expressão (que empreguei para dar ênfase à afirmativa, e não para me dirigir à senhora que fizera a pergunta) pode ficar invariável. Há razões etimológicas, históricas e regionais para que «instintivamente» eu assim a tenha escrito. Em Latim, seniore- era o comparativo de superioridade do adjectivo «sene-»=velho, e não variava em género. Deu em Português senhor, que na Idade Média era adjectivo comum aos dois géneros: as cantigas de amigo e de amor falam abundantemente de «mia senhor», a amada do poeta. Ainda não há muitos anos, na minha região, onde se falava um Português cheio de arcaísmos, as filhas respondiam às mães que as chamavam: «senhor, vou já!»

Caro consulente, o Senhor pode estar politicamente correcto, mas eu não estou gramatical e portuguesmente errada.

Teresa Álvares