Plural de mil - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Plural de mil

Enquanto numeral, mil já indica pluralidade, pelo que penso que este substantivo tem a mesma forma no singular e no plural (é uniforme quanto ao número). No entanto, se eventualmente essa pluralidade se pudesse aplicar, qual a regra a seguir?

Temos "vinte" e "vintes"; teremos "mil" e "mis"?

Obrigada pela atenção dispensada.

Alda Mota Revisora Lisboa, Portugal 6K

Fique bem claro que os vocábulos que representam os numerais cardinais não têm plural, quando significam quantidades. Citar ou grafar um destes vocábulos no plural é fazer referência ao nome do numeral, não à quantidade (ex.: quando dizemos ou grafamos `os quatros´, estamos a referir-nos a seres/representações que têm de nome o algarismo quatro).

Da mesma forma, o plural de mil só se aplica a seres/representações com esse nome.

Nas regras da gramática, as palavras terminadas em il fazem o plural convertendo o il em is: funil, funis [as terminadas em al convertem o al em ais: Carnaval, carnavais]). Assim, podemos concluir que o plural de mil será mis, segundo estas regras?

Vasco Botelho de Amaral (a quem dediquei o Prontuário da Texto Editora ), fundador da dedicada Sociedade da Língua Portuguesa, escreveu que, na língua, se poderia cantar o «La donna è mobile quale piuma al vento». E, efectivamente, é preciso ser prudente e `atencioso´ com a `donna´, analisando sempre bem todas as facetas da sua enorme versatilidade.

Vejamos:

O plural de palavras terminadas em il também se pode formar convertendo o il em eis (ex. têxtil, têxteis). Então, o plural de mil poderia ser “meis”? Isso, não, porque sendo mil monossilábica, “meis” ficaria sem relação imediata com mil.

Rebelo Gonçalves recomenda para plural de til, o vocábulo tiles; além disso, há males de mal e cales da cal. Agora em que ficamos, vamos adoptar “miles”? Pois bem, no Prontuário propus tis, embora mencione a variante de Rebelo Gonçalves; e, como já escrevi noutra resposta, a escolha de males e cales (variante cais), fora das regras, foi também para evitar a confusão respectivamente com mais e cais.

Resumindo, companheira Alda Mota, penso que no nosso caso podemos adoptar mesmo mis para plural do nome mil.

Aliás estamos bem acompanhados. Sá Nogueira, no seu respeitado trabalho Dicionário de Erros e Problemas da Linguagem, escreveu na entrada “Três, treze, trezes”:

«Os nomes numerais cardinais seguintes fazem o plural como segue: “2 dezes, 3 cens, 4 mis”. Esta última forma parecerá estranha, mas, a meu ver, em caso de necessidade, é a única aconselhável.»

O sublinhado em nomes é meu.

N.E. – Uma contestação a esta resposta suscitou um nova abordagem ao tema em epígrafe, in Plural de mil, outra vez

Ao seu dispor, 

D´Silvas Filho