Nunca e jamais - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Nunca e jamais

Desconheço que diferenças existem no uso de "nunca" e "jamais". Poderiam explicar-mas?

E o que significa "sarabá", ou coisa semelhante, no português do Brasil?

Maria José estudante Espanha 6K

Não é muito fácil discorrer-se acerca de nunca e jamais e dizer tudo. Eis, pois, alguma coisa:

1. - Nunca e jamais empregam-se como sinónimos:

(a) Nunca eu diria uma coisa dessas!

(b) Jamais eu diria uma coisa dessas!

2. - A junção de nunca jamais usa-se em sentido reforçativo:

(c) Nunca jamais isso acontecerá!

Jamais emprega-se às vezes com o sentido de alguma vez, o que não se dá com nunca. F. de Castilho escreveu assim em «A Primavera», I, 14:

(d) «Se jamais o homem foi homem ditoso, lá nos campos o foi».

Nota. - Quanto a «sarabá», não encontrei em nenhum dos dicionários brasileiros consultados. Cf. Correio.

José Neves Henriques