Incumbir - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Incumbir

É correcto escrever-se: «O António incumbiu o Manuel para celebrar um contrato em seu nome»? Ou deverá, antes, escrever-se «O António incumbiu o Manuel de celebrar um contrato em seu nome»?

Ângela Cerdeira Jurista Braga, Portugal 5K

O verbo incumbir pode ser
1 – transitivo directo e indirecto: «Incumbiram esta tarefa ao João»;
2 – transitivo directo e preposicionado, ou seja, tendo complemento directo e um outro complemento introduzido pela preposição de: «Incumbiram o João desta tarefa.»
Não encontrei nenhuma situação em que, na construção identificada em 2, o verbo pudesse ser seguido da preposição para, pelo que a única frase correcta é: «O António incumbiu o Manuel de celebrar um contrato em seu nome.»

 

Edite Prada