A utilização do verbo equivaler - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A utilização do verbo equivaler

«Eu equivali Matemática a Métodos Quantitativos.»

É possível utilizar o verbo equivaler neste contexto?

José Luís Graça de Sousa Militar Lisboa, Portugal 5K

O verbo equivaler não pode ser utilizado nesse contexto, pois pede apenas dois argumentos: o sujeito (que seria «Matemática») e o complemento preposicionado, neste caso, «Métodos Quantitativos».

Por outras palavras, só podemos dizer que uma coisa ou pessoa equivale a outra, e não que «alguém equivale uma coisa a outra». Se existe, de facto, alguém que toma a iniciativa quanto à equivalência, então poderemos optar por outras estruturas, como: «eu faço equivaler uma coisa a outra», ou «eu solicito a equivalência de uma coisa a outra», «eu obtive a equivalência», etc.

A estrutura que o consulente apresenta (SUJEITO + VERBO + COMPLEMENTO DIRECTO + COMPLEMENTO PREPOSICIONADO) seria válida, por exemplo, para uma oração com o verbo comparar. Por exemplo: «Eu comparei Matemática a Métodos Quantitativos.»

Sara Leite