A pronúncia da letra w - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A pronúncia da letra w

Se a letra w pertence ao alfabeto gótico, se a maioria das línguas a lê com o seu valor original "v", por que razão agora em Portugal se usa como valor o "u", som que petence a uma das excepções, dantes chamava-se duplo v e tinha o som de "v". Já ouvi pronunciar o nome do pintor francês Watteau como "Uotau" e o dos Wagner que imigraram para os Estados Unidos como "Uogner", etc. O inglês, o wallon (língua já mais que moribunda) e o espanhol, a meu ver, são excepções e não a regra.

Isabel Freire Controladora de tráfego aéreo Tomar, Portugal 30K

«W (dâblio ou duplo vê ou vê dobrado) (grego w, última letra minúscula do alfabeto grego), s. m.1. Vigésima terceira letra do alfabeto português, quando incluídos o K, W e Y, empregue geralmente em palavras estrangeiras (ex.: waffle), em termos técnicos de uso internacional (ex.: watt), em abreviaturas e símbolos (ex.: W, símbolo de oeste) e em palavras derivadas eruditamente de nomes próprios estrangeiros (ex.: darwinismo [de Darwin], newtoniano [de Newton], wilsónia [de Wilson], etc.). 2. Letra que, em palavras derivadas do alemão, representa a consoante fricativa labiodental sonora (ex.: wagneriano); nas derivadas do inglês ou do holandês, representa a semivogal labiovelar (ex.: web, whist)» (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa).

O Dicionário Eletrônico Houaiss (2009) acrescenta ainda a seguinte nota a propósito do uso da letra w: «empregue em casos especiais no português em terminologias estrangeiras (...), de línguas asiáticas e outras (p. ex., wu), ou etnônimos brasílicos (p. ex., Witoto).»

Trata-se, portanto, genericamente falando, de uma letra presente sobretudo em palavras originárias das línguas germânicas (isto é, o inglês, o alemão e o neerlandês), sendo que a sua pronúncia, em português, dependerá sempre da pronúncia dos respectivos países de origem das referidas palavras.  

Será também importante referir que o w, em alemão, é, de uma maneira geral, pronunciado como v, sendo que o v, na referida língua, é lido como f. Ex.: vogel [ˈfoːɡəl]. Assim, por exemplo, a palavra Volkswagen dever-se-á pronunciar "folks váguen"

Resta-me dizer, em jeito de conclusão, e na linha do raciocínio exposto, que está correcto o nosso consulente quanto à pronúncia de todas as palavras que elencou. De facto, Watteau (ou Wateau) lê-se "vato", tal como se pode confirmar na Phonétique historique du français et notions de phonétique générale, nouvelle édition, de Jean-Marie Pierret, p. 107 (Louvain-la-Neuve, Peeters et Publications Linguistiques de Louvain, 1994), Wagner lê-se "vagner", e Wallon, tal como o Le Nouveau Petit Robert de la Langue Française atesta, lê-se "ualõ".

Pedro Mateus
Classe de Palavras: substantivo