Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Miguel Gaspar
Miguel Gaspar
984

Miguel Gaspar (1960-2014), jornalista português, foi crítico de televisão durante dez anos no Diário de Notícias (onde exerceu os cargos de editor dos Media e de editor executivo), O Independente e na Rádio Renascença, tendo recebido em 2005 o prémio de Crítica de Televisão da Casa da Imprensa.  Fundador do site da TSF, era diretor adjunto do Público, à data do seu falecimento.

 
Textos publicados pelo autor
Imagem de destaque do artigo

«A história dos discursos presidenciais em Portugal é em boa parte a história da forma como cada Presidente eleito tentou definir o seu papel perante os governos. Talvez por isso lembramos sobretudo as palavras que representaram momentos de rotura. Será o destinatário destes discursos a história ou o presente?» Trabalho publicado no caderno P2 do jornal "Púbico", de 25/04/2009, que aqui se transcreve na íntegra in memoriam do autor.

 

 

Imagem de destaque do artigo

Como (não) são reconhecidos pelos portugueses os dirigentes políticos? Um pais tutelado e a empobrecer tende a não reconhecer os seus líderes como líderes, mas apenas como «fulanos». Crónica à volta de muitos e variados ismos na política portuguesa,  escrita pelo autor, na sua coluna "Uma Linha a Mais", no jornal Público de 15 de dezembro de 2011 – que aqui se transcreve na íntegra. Cf. "Morreu o jornalista Miguel Gaspar...".