Juliana Iorio - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Juliana Iorio
Juliana Iorio
767

Jornalista brasileira, licenciada em Comunicação Social – Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (São Paulo).  Doutoranda em Migrações no Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa.

 
Textos publicados pela autora
Quando falar português, em Portugal, não basta!*

Faz parte do senso comum dizer que «os brasileiros emigram para Portugal por causa da língua». O problema – no caso específico dos estudantes brasileiros no ensino superior português, como escreve a autora em artigo publicado no Diário de Notícias do dia 5 de fevereiro de 2018 – não reside apenas, nem principalmente, nas conhecidas dificuldades que encontram com a língua portuguesa falada em Portugal: diferenças de vocabulário, concordância, fonética, sotaques, regionalismos, gírias, etc. Pior: «A maioria não sabe que no ensino superior português o conhecimento da língua inglesa é fundamental (é cada vez mais comum o uso do inglês em aulas, bibliografias, participação em conferências e escrita de papers, já que a academia portuguesa quer marcar presença nas principais revistas científicas do mundo, e estas encontram-se, maioritariamente, em inglês).»