Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
João Guimarães Rosa
João Guimarães Rosa
684

João Guimarães Rosa (Cordisburgo, 1908 – Rio de Janeiro, 1967) foi um escritor, médico e diplomata brasileiro. Para além de ter sido médico voluntário da Força Pública durante a Revolução Constitucionalista de 1932, foi também diplomata na Europa e na América Latina. A sua obra destaca-se pelo teor inovador da linguagem, influenciada por vocábulos populares e eruditos, invenções e arcaísmos. Em 1936, o seu livro de poesia Magma ganhou o Prémio da Academia Brasileira de Letras. O livro Grande Sertão: Veredas (1956) foi um dos mais importantes na época da literatura lusófona.

 
Textos publicados pelo autor

João Condé:

Exigiu você que eu escrevesse, "manu propria", nos espaços brancos deste seu exemplar do "Sagarana", uma explicação, uma confissão, uma conversa, a mais extensa, possível — o imposto João Condé para escritores, enfim. Ora, nem o assunto é simples, nem sei eu bem o que contar. Mirrado pé de couve, seja, o livro fica sendo, no chão do seu autor, uma árvore velha, capaz de transviá-lo e de o fazer andar errado, se tenta alcançar-lhe os fios extremos, no labirinto das raíze...