Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
João de Deus
João de Deus
532

João de Deus (São Bartolomeu de Messines, 1830 – Lisboa, 1896) foi um poeta lírico e pedagogo, atualmente sepultado no Panteão Nacional, em Lisboa. Estudou Direito em Coimbra e foi deputado nas Cortes. Foi redator do periódico O Bejense e colaborou em vários jornais do sul de Portugal, como A Imprensa, A Leitura e O Panorama. Foi autor da Cartilha Maternal (1876), método de ensino da leitura que o distinguiu como pedagogo. Das suas obras, destacam-se: Flores do Campo (1868), Folhas Soltas (1876) e Campos de Flores (1893).

 
Textos publicados pelo autor

Aquelle Manuel do Rego
É rapaz de tanto tino
Que em lirio põe sempre y grego,
E em lyra põe i latino!
E como a gente diz ceia
Escreve sempre ceiar;
Assim como de passeia
Tira o verbo passeiar!
Nunca diz senão peior
Não só por ser mais bonito,
Mas porque achou num auctor
Que deriva de sanskrito.
Escreve razão com s,
E escreve Brasil com z:
Assim elle nos quizesse
Dizer a razão porquê!
Também como diz — eu soube
Julga que eu poude é correct...

O que é o verso e a rima? É uma nova língua? É uma nova sintaxe?...

Não há duas línguas num povo, nem duas sintaxes numa língua.

O verdadeiro verso rimado é o que respeita profundamente o tesouro público da língua nos seus elementos e combinações estabelecidas ; não vive à custa da ordem, da propriedade e da clareza, devida ao espírito, que está em primeiro lugar; não acrescenta nem tira nada: fala como se costuma falar, diz o que se deve dizer; e, sem a mais pequena diferença da ...