Javier Marías - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Javier Marías
Javier Marías
82

(Madrid, 1951) escritor espanhol, filho do filósofo Julián Marías (1914-2005). Viveu parte da infância nos EUA e trabalhou mais na Universidade de Oxford, no Reino Unido.Foi também sido professor da Universidade Complutense de Madrid e da Escola de Letras de Madrid. Autor de várias obras, entre as quais se destacam Los domínios del lobo (1971), Travesía del horizonte, (1972),  El Hombre Sentimental, Todas las Almas, Vidas Escritas, Selvajes y Sentimentales e Tu Rostro Mañana – Fiebre y Lanza. Recebeu diversos prémios, como o Prémio Cidade Barcelona com Todas las Almas, o Nelly Sachs (1997), em Dortmund, na Alemanha, o Prémio Comunidade de Madrid (1998), o Prémio Grinzane Cavour (2000), em Turim, e o Prémio Alberto Moravia (2000), em Roma, ambos na Itália,

 
Textos publicados pelo autor
Profundamente de direita e muito de direita
Falsa esquerda e políticas linguísticas

«Como pode alguma esquerda simpatizar com uma revolução de cavalheiros ricos, de caciques e ladrões frequentemente corruptos?» – interroga-se o escritor espanhol Javier Marías numa crítica acesa à causa da linguagem inclusiva e às atitudes no campo político do conflito linguístico da Catalunha.

Tradução e adaptação da crónica que o autor publicou no jornal El País, em 31 de outubro de 2021.