Gonçalo M. Tavares - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Gonçalo M. Tavares
Gonçalo M. Tavares
1K

Gonçalo M. Tavares (Luanda, 1970) é um escritor e professor universitário português. Recebeu os prémios Portugal Telecom 2007; o Prémio José Saramago 2005 e o Prémio Branquinho da Fonseca da Fundação Calouste Gulbenkian, entre outros. Das suas obras, destacam-se: Jerusalém (2004), Aprender a Rezar na Era da Técnica (2007) e Uma Viagem à Índia (2010).

 
Textos publicados pelo autor
Política e linguagem
A impossibilidade da palavra neutra

«Não há palavras neutras, dizia Roland Barthes. Nas notícias, nos discursos – em lado nenhum. E isto é uma evidência que infelizmente tem de se repetir para que as pessoas não a esqueçam.»  O escritor Gonçalo M. Tavares dá exemplos de como as escolhas das palavras estão, muitas vezes, intrinsecamente ligadas a questões políticas.

Crónica publicada na Revista E do semanário Expresso no dia 5 de fevereiro de 2021.




«Imaginemos, por absurdo, que os dicionários desapareciam. Que uma qualquer ordem política determinava a sua destruição. Pois bem, seria uma matança.» Artigo publicado pelo escritor português na revista Visão de 22 de setembro de 2011, que aqui se coloca na íntegra, com os devidos agradecimentos autor.