Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Coelho Neto
Coelho Neto
603

Henrique Maximiano Coelho Neto (Caxias, 1864 – Rio de Janeiro, 1934) foi um escritor, político e professor brasileiro. Foi considerado o “Príncipe dos Prosadores Brasileiros”, mas, desde o aparecimento dos modernistas, este caiu um pouco no esquecimento. Das suas obras fazem parte, entre outras, as seguintes: Rei Negro: Romance Bárbaro (1914), Fogo de Vista (1923) e Fogo Fátuo (1930).

 
Artigos publicados pelo autor

A língua está a pique de perder-se, degenerando em garabulha por arte de franchinotes. Já não é sòmente o vocábulo de boa casta que é renegado pelo barbarismo, é a própria plástica, a mesma sintaxe, de construção robusta, que se vai deformando com o arrocho do justilho, efeminando-se com embelecos e postiços.