Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Antero de Figueiredo
Antero de Figueiredo
817

Antero de Figueiredo (Coimbra, 1866 - Porto, 1953), foi um escritor português licenciado em letras, na Universidade de Lisboa, em 1895. Colaborou em diversas publicações periódicas, como as revistas Branco e Negro (1896-1898), Serões (1901-1911) e Atlântida (1915-1920). Da sua obra, destacam-se: Tristia (1893), D. Sebastião: rei de Portugal: 1554-1578 e Traição à Arte (1952).

 
Artigos publicados pelo autor

Eu amo tanto a nossa língua, esta nossa querida língua portuguesa! — fidalga de nascença pelos pais, cedo emancipada e logo rica, modesta no aspecto, dada no trato, grave no som, sóbria na tinta, gentil de linhas, e por ser desembaraçada de partículas inúteis, precisa nos conceitos, rápida nas máximas, evidente nos contrastes; e ao mesmo tempo cândida para bucólicas, terna para lirismos, altiloqüente nas estrofes das epopéias sonorosas, esquiva no diálogo curto, avolumada no discurso lento, s...