Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Início Outros Antologia Artigo
Em Louvor da Língua Portuguesa
Em Louvor da Língua Portuguesa

 

Floresça, fale, cante, oiça-se e viva
a portuguesa língua, e já onde for,
senhora vá de si, soberba e altiva!
Se até aqui esteve baixa e sem louvor,
culpa é dos que a mal exercitaram,
esquecimento nosso, e desamor! 

Mas tu farás que os que mal julgaram
e ainda as estranhas línguas mais desejam,
confessem cedo, ante ela, quanto erraram;
e os que depois de nós vierem, vejam
quanto se trabalhou por seu proveito,
porque eles para os outros assim sejam.

Se me enganei, se tive mau respeito,
Andrade, tu o julga. Mas espero
de te ser este meu desejo aceito.

E, enquanto mais não peço, isto só quero.

Fonte

In "Carta a Pêro Andrade Caminha" retirado do livro "Ditosa Pátria Selecta Portuguesa" de Júlio Martins e Manuel da Silva, publicado em 1951.

Sobre o autor

António Ferreira (Lisboa, 1528 - 1569), escritor e humanista português. É considerado um dos maiores poetas do classicismo renascentista de língua portuguesa, conhecido como o Horácio português. A sua obra mais conhecida é uma tragédia, Tragédia de Inês de Castro.