Pega e pêra - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Pega e pêra

...Uma pequena queixa… Fiz-vos uma pergunta sobre a pêra e passaram mais de dois dias úteis... Para antecipar a V. resposta, que entretanto encontrei, que o acento serve para distinguir a palavra da antiga preposição pera, devo dizer que ela não me satisfaz, visto que há um caso parecido com pega que não leva nenhum acento.

Desde já vos agradeço.

Ricardo Kurylski Portugal 2K

A grafia correcta é pêra (fruto), com acento circunflexo. Grafia explícita na Base XXII da Norma portuguesa e na XII da brasileira, ambas em vigor. O vocábulo está também assim dicionarizado no vocabulário de Rebelo Gonçalves (Portugal) e no dicionário de Aurélio (Brasil).

Pega ¦pê¦ (ave) e pega ¦pé¦ (verbo, cabo) não têm acento gráfico, de acordo com a Base XXI da Norma portuguesa (homógrafos) e com a Lei nº 5765 da Norma brasileira. É esta também a grafia registada nas obras acima citadas.

Devemos escrever sempre com respeito pelas normas: «A Língua é como um rio: sem margens desaparece», não é?.

No entanto, obediência cívica não significa que tudo se deva aceitar sem críticas, quando legítimas. Do meu ponto de vista, a obrigatoriedade de acentuar pêra foi uma decisão controversa dos responsáveis pelas regras em vigor. Se o objectivo era evitarem a confusão com a preposição antiga `pera´, arranjaram confusões com a regra simplificada dos homógrafos e, mais grave ainda, com o facto/fato de o plural de pêra já não necessitar de acento: peras (grafia igualmente explícita na Base XXII).

Quem se esquecer de pôr o acento `na pêra´, é improvável que, por isso e actualmente, escreva com ambiguidades no seu discurso. Corre é o risco de que o considerem ignorante, se não puder demonstrar que considera esse acento gráfico já injustificado.

Cuidado, que o acento gráfico em peras será, esse sim, um erro sem defesa...

D´Silvas Filho