Língua portuguesa (emancipação do Brasil…) - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Língua portuguesa (emancipação do Brasil…)

Acho que seria o caso de se realizar a emancipação do português do Brasil, tamanha a diferença entre as duas línguas, a de Portugal e a do Brasil.

Acho um absurdo dizermos que nós, aqui do Brasil, falamos português, mas não conseguimos levar adiante uma conversa informal com alguém de Portugal. Seria o caso de se criar o "brasileiro", ou é apenas um exagero? Gostaria muito que comentassem minha opinião.

Marcus Brasil 5K

 Excluindo deficiências sintácticas no seu texto, quer para Portugal, quer para o Brasil, pessoalmente não vejo diferença entre aquilo que escreveu e aquilo que um português escreveria. Uma língua não é só a expressão oral dos seus falantes; é também a representação escrita dessa oralidade. Mais: e é na expressão escrita que sobretudo se guarda a história deste património social. Ora, salvo pequenas variantes no ponto de vista ortográfico e diferenças semânticas compreensíveis no contexto, portugueses e brasileiros entendem-se perfeitamente na linguagem escrita. Estou a enviar-lhe esta mensagem, agora sem me preocupar em fazer adaptações aos hábitos de escrita brasileiros, e agradeço que me diga se não a entender. A aceitação da portuguesa Ciberdúvidas no Brasil e a sua própria mensagem são provas deste bom entendimento.

Entre portugueses e brasileiros a comunicação escrita é fácil, porque a língua é a mesma: a nossa comum língua; espalhada pelos cinco continentes e que chegou a ser língua franca. Os brasileiros podem não sentir interesse em dizer que falam uma língua dita portuguesa; mas eu, como português, sinto orgulho na língua falada no Brasil e não desejo que haja muitas diferenças (sem que isto signifique qualquer dependência), para que o nosso entendimento seja fácil.

A língua falada no Brasil faz parte duma história comum de séculos. Lembra-me sempre o feito notável dos meus ancestrais, que conseguiram que essa região, tão vasta, nunca fosse fragmentada em vários países e permitiram, assim, que estes meus estimados irmãos na língua sejam hoje tão importantes em vários domínios. Quanto ao facto de ter dificuldade em entender o português falado, peça ao seu interlocutor para falar mais devagar, e vai ver que lhe surge a mesma língua. É o que se passa também num português em relação a um português insular de falar cerrado: se lhe pedirmos para falar devagar, a harmonia da língua comum aparece imediatamente.

O português europeu evoluiu na linguagem com fechamento de muitas das vogais (e até emudecimentos), coisa a que os brasileiros não estão habituados, porque mantêm muitas vogais abertas. Em Portugal, é por isso que não temos dificuldade em entender a música do falar terno brasileiro, e a razão por que as telenovelas brasileiras são aqui tão apreciadas. 

Cf. A língua escrira e a língua falada no Brasil

D´Silvas Filho