Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
A expressão «céu (azul) de brigadeiro» (Brasil)

Qual a origem da expressão «céu azul de brigadeiro»?

Silas Sibin Cubatão, São Paulo, Brasil 17K

«Céu azul de brigadeiro» (ou simplesmente «céu de brigadeiro») é uma expressão da gíria carioca dos anos 40/50 do século passado que significa «jogar pelo seguro»; que tudo está bem, conforme, calmo; que não há perigo nem chateação à vista. No Brasil, brigadeiro é a patente máxima da arma de Aeronáutica, equivalente à de general no Exército e de almirante na Marinha. E como é só só com céu azul – ou seja, limpo, sem nuvens que se vejam no horizonte – que o brigadeiro levanta voo aos comandos do seu avião, a expressão «céu (azul) de brigadeiro» resultou dessa imagem.

Duda Guennes

N. E. - Consultámos também Ida Rebelo, consultora do Ciberdúvidas, que acrescenta apenas que a expressão é usada à guisa de comparação sobre as condições climáticas: «está um tempo lindo, tempo perfeito para qualquer coisa, um céu de brigadeiro». Embora nunca a tenha visto usada no sentido de «não haver problemas à vista», concede que à época em que começou a ser utilizada o fosse nesse sentido. Ida Rebelo pôde ainda apurar que a expressão «céu de brigadeiro» tem relação com a descrição de céu claro e sem problemas, etc. com duas justificativas: a primeira é que a patente de brigadeiro é representada pela insígnia de estrelas (brigadeiro do ar: 2 estrelas; major brigadeiro: 3 estrelas, e tenente brigadeiro: 4 estrelas); e a segunda (pejorativa) de que um oficial antigo e com pouca frequência de voo precisa de condições meteorológicas muito boas para que o voo seja satisfatório.