Os dialetos do sul de Portugal foram tema de conferência em Almada - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa
Este é um serviço gracioso e sem fins comerciais, de esclarecimento, informação e debate sobre a língua portuguesa, o idioma oficial de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Sem outros apoios senão a generosidade dos seus consulentes, ajude-nos a dar-lhe continuidade: Pela viabilização do Ciberdúvidas. Os nossos agradecimentos antecipados.
Os dialetos do sul de Portugal
foram tema de conferência em Almada
5K

USALMA (Universidade Sénior de Almada), em colaboração com o Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, promoveu em 11/04/2016 a realização da conferência "Os dialetos do centro-sul português: passado, presente, futuro", proferida pelo linguista Fernando Brissos (Centro de Linguística da Universidade de Lisboa), cuja intervenção seniores e professores acompanharam com manifesto interesse.

O orador começou por se referir aos fatores históricos – a Reconquista, a deslocação do centro do poder político para Lisboa, o processo de nivelação linguística – que determinaram a configuração do mapa dialetológico centro-meridional de Portugal, conforme a (ainda atual) classificação que o grande filólogo português Luís Filipe Lindley Cintra (1925-1991) definiu em 1971, no artigo "Nova proposta de classificação dos dialetos galego-portugueses".

Fernando Brissos identificou depois as principais tendências decorrentes da litoralizaçao do país: o principal contraste dialetológico em Portugal poderá deixar de separar o Norte do Sul para passar a ser concebido entre duas faixas verticais, a do litoral dinâmico e inovador, onde se concentra a população, e o interior desertificado, dialetologicamente conservador.

O fim da sessão foi muito participado, com um animado diálogo entre o conferencista e o público (este em grande parte formado por naturais das regiões do Sul), o que permitiu a todos discutir e reativar aspetos da herança linguística do Portugal meridional.